sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Galium Belizianum Ortega Oliv., Devesa & Rodr. Riaño (Rubiaceae)





Ainda aqui não tinha sido postada esta belíssima espécie:
Galium Belizianum Ortega Oliv., Devesa & Rodr. Riaño, Bot. Helv. 114(1): 2 (1-6; fig.). 2004 [June 2004], que se encontra em Portugal (Southwestern Europe, Europe) e foi originalmente colectada por A.Ortega-Olivencia & T.Rodríguez Riaño, no “Miño: Serra do Gerês, carretera de Caldas do Gerês a Portela do Homen”, em 2002-7-10 (holotype UNEX 30821)
Este endemismo ibérico de distribuição bastante restrita parece-nos inteiramente apropriado para abrir o ano de 2017, que se espera seja um bom ano para todos os participantes e leitores deste blog!

As fotos estivais aqui publicadas foram obtidas nas serras da Freita (concelho de Arouca, a 1.ª foto, de 3.VII.2008) e de Montemuro (Serra das Meadas, conc. de Lamego, as 3 fotos seguintes, de 29.VI.2006), em locais rochosos de natureza granítica ou quartzítica (no caso da serra da Freita), a altitudes superiores a 1000 m, onde se pode encontrar em arrelvados perenes, por entre os blocos de rocha.

O nome Belizianum constitui uma muito justa homenagem ao grande botânico e engenheiro agrónomo alentejano (nascido em Lisboa) José Vicente Cordeiro Malato Beliz (1920-1993). que durante tantos anos trabalhou em Elvas, na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas, onde criou e desenvolveu um excelente herbário (ELVE). Eminente fitossociólogo e fitotaxonomista, foi também professor na Universidade de Évora, assim como deputado à Assembleia Nacional (1969-1974), entre muitas outras coisas, tendo deixado uma obra científica muito vasta e de grande qualidade, assim como ilustres discípulos.

Sem comentários:

Enviar um comentário